• Fórum Permanente

Encontro de Cultura expõe dívida da Prefeitura no valor de 1,8 milhão

Atualizado: 23 de Ago de 2019

Fórum Permanente de Cultura de Araguari-FPCA divulga sua nova composição, novas metas e planos. Encontro teve ainda o presidente da FAEC que apresentou o Plano Estratégico e as ações da entidade até o final de 2020


Protagonistas do cenário cultural de Araguari prestigiaram o evento



O Fórum Permanente de Cultura de Araguari-FPCA, apresenta planos e metas, faz cobrança dos repasses em atraso do Poder Público para com a área da Cultura – valor apurado em 1,8 milhão - e ouve de Rafael Guedes que a FAEC fechou seu Planejamento Estratégico e traçou um Plano de Metas para até Dezembro de 2020.

Tudo isso aconteceu no último dia 1º de Agosto, nas dependências da UNIP/Colégio Objetivo, durante a realização do Encontro de Cultura e que reuniu mais de 60 pessoas.

Na abertura, Marco Aurélio Querubim, fundador do Grupo Emcantar e um dos fundadores e voluntário do Fórum Permanente de Cultura de Araguari, expôs os objetivos do Fórum como espaço público de debate das políticas públicas de cultura em Araguari para contribuição com os gestores municipais da cultura. “Existimos desde 2004, mas só agora conseguimos nos estruturar com consistência para cobrarmos e apoiarmos as iniciativas do setor cultura de nossa cidade”, enfatizou Querubim.


Depois foi a vez de Diogo Machado fazer um resumo das ações do Conselho Municipal de Cultura de Araguari, o qual preside. A alteração na legislação para a transformação de consultivo para deliberativo, dando poderes ao Conselho para auxiliar na programação cultural; a atualização do regimento interno do Conselho; recomposição do Conselho com pessoas ativas nas reuniões regulares, foram as ações principais.

Chayenne Arantes Cotrim, outra voluntária do FPCA chamou a atenção dos presentes para o pequeno número de colaboradores do Fórum que se multiplicam em diversas frentes nos Conselhos. Disse que a sua eleição para o Conselho Curador da FAEC, em Janeiro, fez com que pudesse contribuir com sua expertise de planejamento estratégico e as urgências apresentadas pelo gestor Rafael Guedes. Entre elas a revisão do edital e regulamento da CAS e revisão do edital do PMIC.

Diogo Machado do Conselho Curador

Segundo Diogo Machado, foi publicado edital, em 26 de Julho, do concurso público para os cargos de Advogado, Historiador, Arquiteto, Bibliotecário, Técnico de Informática e Auxiliar Administrativo, para comporem a equipe técnica da FAEC. Quanto ao CAS, estão abertas as inscrições para conselheiros, cuja eleições vão acontecer no dia 24 de Agosto próximo.


Dívida da Prefeitura


Na sequência, Machado informou que a dívida da Prefeitura Municipal para com o Fundo Municipal de Cultura para a execução do PMIC-Programa Municipal de Cultura - cujo índice é de 2% do ISSQN anual do município -, já soma R$ 1,2 milhão no período entre 2009 a 2019. Segundo Diogo, o prefeito Marcos Coelho se comprometeu a pagar R$ 300 mil desse montante, em 6 parcelas de R$ 50 mil, até Outubro. “Infelizmente duas parcelas já estão em atraso”, lamentou.

Mas Diogo revela que no site da Fundação João Pinheiro os valores repassados pelo Governo Estadual ao Município são de R$ 1,8 milhão desde 2009. Portanto, as três últimas administrações estão em dívida com a Cultura.

Na última parte do encontro o presidente FAEC, Rafael Guedes, falou sobre o que é a Fundação, enfatizou a importância da participação dos voluntários nos Conselhos e em outros setores. Por fim, apresentou suas metas de curto prazo, destacando a importância da continuidade do Planejamento quando outro gestor assumir no futuro.


Rafael Guedes, da FAEC, divulgando ações até final de 2020

Para o término desse ano até o final de 2020, Rafael se comprometeu a realizar e apoiar eventos culturais; criar calendário anual de atividades; assegurar diretrizes do patrimônio e repasses para o fundo; garantir a revitalização da Casa da Cultura e da estação Marciano Santos no Amanhece; desenvolvimento de regimento e editais; mapear e diagnosticar setor cultural; criar programa de capacitação da equipe interna e setor cultural; compor conselhos; criar sistema municipal de cultura; incluir a FAEC no sistema nacional de cultura; aprovar diretrizes da cultura no Plano Diretor; atualizar estrutura organizacional da Fundação; Mobilizar ações para construir novo museu; manter o site da FAEC no ar; e criar a 1ª semana municipal de valorização do patrimônio histórico e cultural de Araguari.


Público seleto participou e interagiu no Encontro

O encontro terminou com a participação do público presente fazendo alguns questionamentos.


Ao final o clima foi de total descontração



Mais detalhes desse encontro podem ser conferidos nas redes sociais do FPCA:


www.forumdeculturadearaguari.com.br;

Facebook e Instagram: @fpcaraguari.

Jornalista: Jusça Sotnas

Registro Profissional: 7.163 DRT/RS







34 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

© 2018 Por Fórum Permanente de Cultura de Araguari

Eu conto com você e você conta comigo também!  Assim juntos vamos crescer.